4 dicas para fazer sua própria videoaula

Você sabia que os vídeos são muito mais atraentes para o público que você deseja atingir do que os textos? Sim. Os vídeos têm o poder de provocar sentimentos nas pessoas, o que pode impactar de forma extremamente positiva tanto nos que precisam conhecer seus produtos ou serviços, quanto colaboradores de uma empresa que necessitam se inteirar de novos procedimentos, projetos, entre outros.

Para isso, o recurso de utilização de uma videoaula é bastante eficaz, pois trabalha de forma envolvente e didática a capacitação e até mesmo o convencimento da audiência. O artigo de hoje traz algumas dicas de como você mesmo pode fazer seus tutorias e exposições utilizando os vídeos. Então não deixe de ler as dicas a seguir!

Faça um planejamento da videoaula

Por mais que você tenha todo o conhecimento e inclusive a infraestrutura necessária para produzir um bom vídeo, todo o trabalho fica perdido caso você não consiga transmitir bem as suas ideias. Para que você não passe por este problema, organize um roteiro fazendo a divisão correta por assunto, ou de forma que a audiência compreenderá bem as informações a serem transmitidas sem que sua produção se torne cansativa para quem assiste. Outra dica importante é saber bem como conversar com seu público-alvo, ou seja, qual é a linguagem com que os receptores possuem mais familiaridade.

Escolha quem fará a apresentação

Outro fator importantíssimo na construção de uma videoaula é a escolha de quem será o transmissor das mensagens, que é a figura que fará a ligação entre a instituição envolvida e o público. Primeiramente deverá ser alguém que domine o assunto com maestria e que não se intimide diante das câmeras. Além disso, o tom de voz a ser utilizado deverá ser compreensível e claro, e excessos de movimentos e gestos deverão ser evitados.

Use bons equipamentos e programas de edição

O que você precisa para uma boa videoaula é basicamente uma câmera de vídeo de qualidade e com uma capacidade de armazenamento em cartão de memória razoável, iluminação e microfones para a captação de voz. Como não se trata de nenhuma superprodução, estes itens tendem a cumprir bem o seu papel tanto na hora da captação de som e imagem, quanto na facilitação da edição que será feita em um computador com uma configuração ideal para programas, como, Windows Movie Maker ou iMovie, (dependendo da plataforma), Final Cut, Adobe Premiere, Wax, entre outros à sua escolha ou o que você tiver um melhor domínio.

Insira outros recursos na sua videoaula

Em muitos dos programas citados no tópico acima, existe a opção de introdução de legendas, desenhos, cortes para outros vídeos, e diversos outros recursos que podem enriquecer bastante a qualidade da sua apresentação. Mas para isso, é necessário um conhecimento maior sobre a produção de vídeos, para que uma ferramenta poderosa de prospecção de clientes e educação de pessoas não se torne algo que peque por excessos ou detalhes mal utilizados.

Como você pôde verificar em todo o artigo, é perfeitamente possível que você construa as suas próprias videoaulas com alguma qualidade, o que pode cumprir perfeitamente seus propósitos. No entanto, se o ideal para o seu negócio é fazer algo realmente impactante, que precise atingir um público maior e mais exigente, nada melhor do que contar com uma ajuda profissional, ficando a seu cargo apenas propor e criticar o trabalho que está sendo realizado.

Tem mais alguma dica sobre como produzir uma boa videoaula? Então não deixe de participar da nossa conversa usando os comentários abaixo!