Afinal, o e-mail marketing funciona?

O marketing digital dispõe de diversas ferramentas, que têm por objetivo aumentar as conversões. Apesar disso, o e-mail marketing ainda é uma das mais utilizadas, pois quando realizada de forma profissional e estratégica, consegue oferecer ao usuário exatamente aquilo que ele está precisando.

Se você ainda tem dúvidas se o e-mail marketing funciona, acompanhe este artigo onde explicaremos exatamente, quais as suas vantagens e como ele se tornou uma das mais eficientes ferramentas de marketing digital. Confira!

Conheça o e-mail marketing

O e-mail marketing iniciou como uma forma virtual de se fazer mala direta. Lembra-se de quando você recebia em sua casa umas cartinhas de empresas com propagandas, anúncios e ofertas?

Então, com o crescimento do mundo digital, as empresas viram que aquelas cartinhas muitas vezes ficavam abandonadas em caixas de correio ou no chão de quintais e garagens. E que o e-mail, uma forma mais barata, dinâmica, atrativa e moderna de contato com o público, poderia entregar a ele esta mesma mensagem.

No entanto, por algum tempo, o e-mail marketing perdeu um pouco sua credibilidade devido ao alto fluxo de envio desordenado. Ou seja, as empresas enviavam e-mail marketing para qualquer endereço de e-mail que tivessem em mãos, se nem saber quem era o proprietário, pelo que ele se interessava ou qualquer outra informação.

Devido a esta grande demanda, os e-mails marketing acabaram virando SPAM e, assim, eram bloqueados ou nem chegavam aos destinatários.

Descubra o que mudou no e-mail marketing

Com o desenvolvimento das estratégias de marketing digital, os especialistas na área viram que poderiam utilizar essa ferramenta de uma forma muito mais inteligente e funcional, atraindo visitantes a um site, convertendo estes visitantes em clientes e, consequentemente, aumentando o número de vendas.

Duas foram as principais ações para que o e-mail marketing ganhasse um novo formato e uso: o planejamento estratégico, aliado à automação, e o marketing de conteúdo.

A produção de conteúdo relevante e de qualidade, mudou a forma de abordagem e relacionamento com potenciais clientes. O que antes eram apenas anúncios diretos, hoje, na maioria dos casos, são mensagens informativas de interesse ao público que está com algum problema ou interessado por algo.

Por exemplo, uma boutique feminina, não mandaria mais anúncios com os lançamentos apenas, mas mandaria mensagens com informações sobre tendências da moda, combinações de acessórios, melhores modelos para cada perfil físico, entre outros.

O planejamento estratégico analisaria o público que é proprietário desses endereços de e-mails para segmentá-lo de acordo com suas preferências e produzir conteúdo de acordo com cada perfil, enviando mensagens que sejam mais relevantes ao destinatário.

Entenda como esta ferramenta pode ser utilizada e gerar resultados positivos

O importante no e-mail marketing é que todos os endereços que você tiver em suas listas sejam de pessoas que lhe forneceram esta informação por conta própria.

Não adianta você sair por aí procurando endereços para ter uma lista de envio grande, se a maioria das pessoas que estão nela, não têm interesse pelo que você oferecerá.

Um visitante que entrou no seu site e forneceu espontaneamente seu endereço de e-mail, é porque está interessado em receber suas mensagens, assim, as taxas de abertura ficam próximas aos 100%.

Você pode solicitar o e-mail dele em troca de algo, como citado no exemplo acima da boutique feminina, que tal fazer um catálogo on-line com a nova coleção? A visitante fornece o e-mail dela em troca de receber este catálogo e depois você começa o relacionamento com ela, enviando mais conteúdo e solicitando mais informações que o ajudem a saber mais sobre as preferências dela.

Gostou do nosso artigo? Quer saber mais sobre o assunto? Baixe o nosso e-book “O Guia Prático do E-mail Marketing“!