Entenda como o inbound marketing pode transformar as vendas da sua empresa

Como é sabido, o comportamento de compra das pessoas vem se alterando dia após dia. Cada vez mais o público está na internet e cada vez menos ele está disposto a ser interrompido por uma propaganda ou oferta sobre algo que não lhe interessa. O crescimento vertiginoso do Netflix e do Spotify demonstra isso. As pessoas querem ter acesso ao conteúdo desejado a qualquer hora, sem interrupções.

Mas, então, como chamar a atenção do seu público seguindo essas recomendações? O inbound marketing pode ser uma boa solução.

O que é inbound marketing?

O inbound marketing é um método de fazer marketing cujo maior objetivo é a geração de leads por meio do tráfego em sites ou blog. A grande diferença entre essa forma de marketing e as demais está no fato de que toda a estratégia está focada na conquista do interesse do seu público-alvo ao invés de comprá-lo. Ou seja, o inbound marketing é uma forma de marketing que visa a atração do público com conteúdo que seja relevante ao invés de interrompê-lo.

Qual é o processo do inbound marketing?

O processo de inbound é dividido, basicamente, em 5 etapas:

  1. Atração

Isso significa conseguir atrair visitantes para o seu site ou blog por meio de um conteúdo que não necessariamente vai falar sobre a sua solução ou produto. O importante, nesse primeiro passo, é que o conteúdo seja relevante e que gere autoridade.

  1. Converter visitantes em leads

Ter um volume alto de acessos ao blog pode fazer com que as vendas aumentem, mas como uma boa parte do conteúdo ainda não fala sobre a solução, é bem provável que grande parte desses visitantes ainda não estejam num momento de compra. A melhor forma de resolver essa questão é transformar o tráfego do seu site em contatos, que pode ser por meio da oferta de e-books, webinars, infográficos e avaliações gratuitas, mas sempre protegidas por landing pages. Assim, é possível que você saiba quem são esses visitantes e, principalmente, consiga manter um contato constante com eles por e-mail, por exemplo, com o intuito de trazê-los para o fundo do funil.

  1. Converter lead em vendas

Uma vez que o lead for gerado, é possível observar qual foi o comportamento dele no seu blog, quantos materiais foram baixados, qual seu perfil (dependendo das informações pedidas na landing page), etc. Baseando-se nessas informações e partindo do pressuposto de que essa lead já conhece a sua empresa, é possível avaliar se o time comercial deveria ou não entrar em contato com algumas delas, para tentar fazer a conversão em vendas.

  1. Fidelizar clientes e aumentar as margens

Um cliente novo custa muito mais do que manter um atual. Uma estratégia que pode ser interessante nesse ponto é a criação de conteúdos e benefícios exclusivos para clientes. Clientes satisfeitos compram mais e “migram” para o quinto e último passo do inbound marketing.

  1. Encantar seus clientes e tranformá-los em promotores

Um cliente satisfeito, além de comprar mais, geralmente indica sua empresa para outras pessoas. Qualquer vendedor sabe que a melhor oportunidade de vendas é aquela que foi indicada por outro cliente.

Mas, então, como fazer o inbound marketing?

Aqui na Acerola, nos baseamos em 3 pilares

  • Estratégia e identificação de personas – precisamos saber com quem iremos falar e que problemas iremos resolver para esse alguém! Aí tudo fará sentido.
  • Marketing de Conteúdo – blog posts, promoção de vídeo, SEO, Webinars e podcasts e outros materiais que atraia e gere valor para as pessoas.
  • Software – usamos o RD Station para nos auxiliar na construção e relacionamento com a sua base de leads.

Você viu, o inbound marketing pode trazer muitos benefícios para o Marketing e Vendas da sua empresa, incluindo a geração de leads de forma mais previsível e barata.

Gostou do nosso post? Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário que teremos prazer em te ajudar!

 

Ou fale com nossa equipe para desenharmos o programa ideal para sua empresa.