Materiais gráficos: aprenda a diferenciar folder, flyer e panfleto

Materiais gráficos, como panfletos, flyers e folders, são excelentes ferramentas de divulgação de sua empresa e de seus produtos, que podem colaborar tanto de forma direta com sua estratégia de marketing offilne como indiretamente com sua proposta digital.

Mas você sabe diferenciar esses três tipos de recursos? Entende quais conceitos empregar em cada um deles para seu negócio fazer sucesso? Continue acompanhando e descubra!

Panfleto

Essa é a forma mais antiga para divulgar textos curtos e informações. Os primeiros registros dão conta que os panfletos eram utilizados já na Europa Medieval como forma de disseminar poemas de amor entre pequenas cidades e vilas.

Com a criação da imprensa, os panfletos tornaram-se peças simples de divulgação massiva, com textos curtos e imagens, de grande tiragem e distribuídos em ampla quantidade.

Com os avanços tecnológicos de impressão, ficou muito mais fácil e rápido, e menos oneroso, a produção desses impressos. Normalmente são feitos em tamanhos menores, A5 ou A6, com frente e verso, em papel colorido, e com conteúdo artístico e design de livre escolha de seus idealizadores, o que permite uma maior criatividade, ousadia, descontração e até um certo ponto de informalidade na peça, que, geralmente, são distribuídas em semáforos, feiras livres, eventos e campanhas políticas.

Folder

Diferente do panfleto, os folders são peças de divulgação mais refinadas, de conteúdo melhor elaborado e abrangente, com maior qualidade artística e do material em que é confeccionado.

Esse tipo de material gráfico vem do inglês ‘fold’, que significa dobrar, e, por isso, esse informativo conta, pelo menos, com uma dobra ou mais, que podem ser de vários tamanhos e tipos: sanfona, carteira ou comum, com quatro ou seis páginas.

Os folders, geralmente, são distribuídos em eventos corporativos, lançamentos ou para promover uma divulgação mais detalhada de produtos ou serviços.

Sendo assim, criar um folder exige um maior investimento financeiro, tanto em design como no material da impressão, de melhor qualidade e, portanto, mais caro. Em contrapartida, há mais espaço para inserção de informações e conteúdo, e também para abusar da criatividade e da originalidade, mas sem perder a formalidade.

Flyer

O flyer pode ser considerado a evolução do panfleto. Oriundo de ‘voador’, em inglês, essas peças ganharam esse nome por sua rapidez e facilidade de distribuição.

Elas possuem tamanho ainda menor que seu precursor, com informações mais diretas, maior qualidade estética, de acabamento, do material utilizado, com conteúdo mais impactante e visualmente mais atraente que os panfletos, por exemplo.

Esse tipo de material gráfico é, geralmente, distribuído para divulgar algo pontual, como festas, baladas, lançamento imobiliários, promoções de produtos, como bebidas, ou de serviços. Trata-se de um excelente cartão de visitas para empresas, marcas e projetos.

Agora que você já sabe as diferenças e as particularidades desses três tipos de materiais gráficos mais utilizados, faça seu planejamento para analisar qual o melhor deles para o seu negócio e suas necessidades.

Mas lembre-se: não há uma regra ou receita sobre qual é o melhor ou o mais recomendado para determinada finalidade. Tudo dependerá de sua proposta e de seu orçamento, mas a contratação de profissionais ou empresas especializadas em prestar tal serviço faz com que o conteúdo, a qualidade e o design de seu material sejam melhores e sua peça gráfica ainda mais efetiva aos seus objetivos.

E então, qual material gráfico lhe é mais interessante, folder, flyer ou panfleto? Tem alguma dúvida? Deixe seu comentário abaixo! Entraremos em contato para te orientar e ajudar a alavancar seu negócio.