Pequenas ações que estimulam o endomarketing na sua empresa

É cada vez mais comum ver pessoas que cumprem apenas rotinas em seu dia a dia no trabalho. São movidas apenas por processos, cada uma em seu setor e preocupadas somente em executar seu trabalho para receber o salário no fim do mês. Mas como mudar essa realidade?

O endomarketing nasceu a fim de resolver problemas como esse e reúne estratégias e ações de marketing voltadas para o público interno das empresas, ou seja, os colaboradores, funcionários e parceiros. Baseado no marketing em parceria com os Recursos Humanos, seu objetivo principal é manter os funcionários motivados, prover capacitação adequada, informá-los das conquistas da empresa e material-los engajados para o alcance de melhores resultados para a mesma. Em outras palavras, é fazer com que ele se sinta valorizado e vista a camisa da empresa. Com empregados motivados a produtividade aumenta, a qualidade do trabalho é aprimorada e isso possibilita até mesmo um retorno financeiro para a empresa.

Mas para que o endomarketing funcione dentro da sua empresa é necessário ficar atento a alguns pontos. Pensando nisso fizemos uma lista para você. Confira!

1. Marketing x Endomarketing

Fazendo um breve resumo, enquanto o Marketing se preocupa em atender da melhor forma a necessidade dos clientes, o endomarketing busca conquistar funcionários engajados e satisfeitos no ambiente de trabalho, tratando-os como clientes internos.

Antes de mais nada é necessário entender que o Marketing e o Endomarketing são duas coisas distintas. Ambos são importantes na gestão da sua empresa, e devem ter sua atenção de forma individual.

2. Todos devem estar envolvidos

Para que seja bem sucedido é necessário o apoio de toda a parte administrativa. Toda a diretoria deve entender o conceito do mesmo e executá-lo como parte da estratégia global da empresa.

Os projetos precisam envolver todos dentro da empresa de alguma forma, desde o “chão de fábrica” até a diretoria. Isso pode ser feito desde programação conjunta, até ramificada, por setores, turnos ou sexo. Entretanto, vale lembrar que a comunicação interna serve para fortalecer o relacionamento entre a organização e seus funcionários, logo nem todas as ações podem segmentar os envolvidos.

3. Voz ao funcionário

Quando as empresas começaram a surgir, os empregados eram submetidos a uma rotina exaustiva de trabalho, onde o mais importante era produzir, sem levar em consideração questões como segurança, bem estar pessoal e condições decentes de trabalho. Com o início da Revolução Industrial no século XVIII, o funcionário começou a conquistar o seu espaço dentro das empresas.

A prática de ouvir os colaboradores está diretamente ligada com o aumento da produtividade e do engajamento. Afinal, como um diretor pode determinar quais as necessidades de seus representantes que estão trabalhando nas ruas por exemplo se ele não faz parte dessa rotina e não dá chance de o mesmo repassar as dificuldades? Quanto mais compreendido o funcionário é pela empresa, mais motivado ele será para trabalhar por ela.

4. Metas bem definidas

Com certeza você já deve ter escutado aquela expressão: “Quando não se sabe aonde quer chegar, qualquer vento é favorável”. Isso se aplica as questões organizacionais também. Os objetivos da empresa devem ser claros não somente na cabeça daqueles que a fundaram, mas sim de todos os colaboradores. Desenvolver um canal para tal comunicação é imprescindível para o êxito das metas.

Qualquer mudança de planos deve ser passada para todos os colaboradores, com todos estando bem informados, é formada uma força conjunta, remando em busca de alcançar o mesmo alvo, sendo assim, é mais fácil conquistar aquilo que se deseja.

Vale resaltar que as metas precisam ser realistas e que os esforços para a comunicação deve ser proporcional aos resultados esperados.

5. Clima Organizacional 

Normalmente, as pessoas passam mais tempo no trabalho do que em casa. Isso não é novidade para ninguém, pensando nisso a construção de um ambiente agradável é muito importante para a saúde mental e emocional daqueles que se relacionam ali.
Com um bom relacionamento entre os ativos da empresa, é muito mais fácil trabalhar e integrar todos os departamentos da empresa.

Eventos como happy hour, atividades físicas, campanhas sociais e grupos de estudo promovem essa integração entre funcionários.

6. Investir nos funcionários 

O ambiente precisa favorecer o desenvolvimento não só profissional, mas também pessoal de cada funcionário. Pensando nisso, é muito legal quando a empresa oferece oportunidades para tal conquista, através de cursos, palestras e seminários motivacionais.

Esse tipo de investimento é importante porque através de colaboradores mais qualificados e engajados, você alcança um alto nível de produtividade.

É legal entender que o endomarketing é um processo e ele leva tempo, ter paciência e persistência é um dos segredos para ser bem sucedido na implantação na empresa. Ele não deve ser aplicado somente quando surgir alguma dificuldade, como dito anteriormente, precisa fazer parte do planejamento organizacional da empresa.

Seus colaboradores precisam ser os maiores fãs da sua marca! Siga algumas das dicas desse blog e tenha seus colaboradores como verdadeiros aliados, pois assim fica mais fácil conquistar clientes externos, afinal você terá verdadeiros porta-vozes, que acreditam na marca que representam!

Gostou das nossas dicas? Espalhe essa ideia, compartilhando esse artigo nas suas redes sociais. 😉